Os principais acontecimentos de 2016
Página principal Análise, Inteligência Artificial, Ataques terroristas, Tesla, Panama Papers, Donald Trump, Apple, Brexit

Uma seleção de temas e de notícias que marcaram 2016

O Brexit

“Deverá o Reino Unido permanecer membro da União Europeia?” Não, de acordo com 52% da população britânica. O referendo ao redor do Brexit – saída do Reino Unido da UE –, que teve lugar a 23 de junho, foi muito mais do que uma votação quanto à permanência do país no bloco de 28 países: foi sobre identidade nacional, o lugar do Reino Unido no mundo e o futuro do projeto europeu.

O resultado e as consequências foram surpreendentes – e não tardaram reações por todo o mundo. David Cameron demitiu-se do cargo de primeiro-ministro – tendo sido rapidamente substituído por Theresa May – e as previsões de sequelas terríveis acabaram por se mostrar exageradas, com a economia do Reino Unido a crescer na ordem de 0,5%.

Os melhores artigos sobre o tema:

Brexit: jovens europeus preocupados com o seu futuro no Reino Unido

Como negociar em caso de Brexit – ou em caso de “Bremain”

Vitória do Brexit: e agora?

Como a Grã-Bretanha poderá escapar ao Brexit

Quando os pessimistas estão errados

As eleições presidenciais nos EUA

Quando os norte-americanos votam para escolher o seu próximo presidente não estão apenas a escolher o presidente dos EUA – estão a escolher um líder mundial. As eleições presidenciais dos EUA – a campanha, os debates, as projeções – foram acompanhadas por todo o mundo e foi com surpresa e apreensão que se recebeu a notícia de que Donald Trump tinha sido eleito.

Entretanto, destaca-se que o mercado de ações como um todo tem subido desde as eleições e que os investidores – bem como consumidores e empresas em geral – estão a terminar 2016 com boas perspetivas para o futuro: com um sentimento otimista. Trump assumirá o cargo de presidente dos EUA a 20 de janeiro de 2017 e o mundo está expectante.

Os melhores artigos sobre o tema:

O ano do Brexit e de Trump em gráficos

O impacto da eleição de Donald Trump no mercado de ações, um mês depois

Setores que beneficiam de uma presidência Trump

10 Ações a comprar caso Donald Trump se torne presidente dos EUA

As razões pelas quais tantos americanos escolheram Donald Trump

Os avanços tecnológicos

A cada ano que passa aumenta a fasquia ao nível da inovação tecnológica: o consumidor quer sempre mais. São esperadas as maiores inovações no mundo informático e tecnológico em geral. E as empresas têm cumprido, lançando novos portáteis, smartphones ou drones todos os anos – a superarem os modelos anteriores.

Até onde poderão chegar? Estarão a precipitar-se – lançando produtos, no mercado, com imperfeições ao ponto de terem de ser recolhidos – para não perderem a carruagem? E a quantidade de start-ups que aparece e desaparece a cada ano? Ou de aplicações, que aparecem e desaparecem a cada dia? Teremos chegado a um ponto de não retorno?

Os melhores artigos sobre o tema:

Que se lixe o mundo das start-ups

As 10 melhores inovações no mundo automóvel em 2016

Os 10 portáteis mais bonitos do mundo

A super secreta fábrica de iPhones da Apple, em fotografias

Os smartphones mais caros disponíveis no mercado

Os ataques terroristas (Bruxelas, Nice e Berlim)

O terrorismo voltou a não dar tréguas este ano nos mais diversos cantos do mundo. Com foco na Europa destacam-se os ataques de Bruxelas (março), Nice (julho) e Berlim (agora em dezembro) que causaram, de forma deliberada e brutal, centenas de vítimas mortais e feridos – reforçando a onda de terror e receio que já se sentia no ano passado.

O impacto dos ataques terroristas nas viagens para a Europa

Europa: em busca de uma resposta unida para enfrentar o terrorismo

Como a Europa se tornou o ground zero do terrorismo

O petróleo e a OPEP

Já no culminar do ano, os membros da OPEP – Organização dos Países Exportadores de Petróleo – superaram os diversos pontos de desacordo entre a maioria e concordaram com a redução do nível de produção de petróleo na ordem de 1,2 milhões de barris por dia, para se situar em 32,5 milhões de barris por dia. A reputação do grupo saiu fortalecida.

A redução da oferta de petróleo mostra-se essencial para evitar um terceiro ano com excesso de oferta nos mercados – o que levou à queda dos preços para menos de 50 dólares o barril desde meados de 2014, de mais do dobro. A queda dos preços tem vindo a prejudicar as economias dos países membros, nomeadamente da Arábia Saudita, a maior exportadora de petróleo do mundo.

Os melhores artigos sobre o tema:

África é a maior ameaça para a OPEP

Membros da OPEP concordam com redução da produção de petróleo

Próxima reunião da OPEP: reviravoltas e previsões

Reunião da OPEP: 5 aspetos a acompanhar

O mar do Norte vai inundar o mercado de petróleo

A Síria e a crise dos migrantes

A situação na Síria degradou-se profundamente ao longo do ano – agravando-se também as tensões geopolíticas entre as principais potências mundiais envolvidas no conflito. Foram diversos os cessar-fogo entre o exército e a oposição bem como as tentativas de negociação de paz com mediação internacional.

A crise dos migrantes, por sua vez, não mostrou melhorias face ao ano passado com mais acidentes trágicos no mediterrâneo, o aumento do sentimento anti-migrante a espalhar-se pela Europa, acordos polémicos firmados entre a União Europeia e a Turquia e a criação de barreiras – em alguns países europeus – para conter o fluxo de migrantes.

Os melhores artigos sobre o tema:

Ser médico na Síria significa esperar a morte

Estão a esgotar-se os caixões em Alepo

Retornados: o que acontece quando os refugiados decidem voltar para casa?

UE: os vistos de curta duração dirigem-se aos países errados

Portugal elogiado pela sua abordagem à crise dos refugiados

Portugal na Europa e no mundo

Muito pode ser dito sobre Portugal em 2016 mas vamos focar-nos apenas em indivíduos e em aspetos positivos. O ano fica marcado pela nomeação de António Guterres, antigo primeiro-ministro, como Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Guterres será o “principal diplomata do mundo” por, pelo menos, cinco anos a partir de janeiro de 2017.

2016 fica igualmente assinalado como o ano em que Marcelo Rebelo de Sousa, político e comentador televisivo, foi eleito presidente da República – e pelo ano em que Portugal venceu a final do Euro (2016), fazendo-se história no futebol português: Portugal trouxe para casa o seu primeiro título europeu de futebol, derrotando França.

António Guterres toma posse como Secretário-Geral das Nações Unidas

Portugal venceu a final do Euro 2016

Tomada de posse do novo Presidente da República português

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente