Qual o impacto das criptomoedas e da blockchain no mundo?
Zuma
Página principal Finanças, Criptomoedas, Blockchain
Tema do momento
13 de Dezembro de 2017
5016 5k

A adoção de criptomoedas tem aumentado de forma exponencial ao longo dos últimos anos. Todas as criptomoedas são descentralizadas, anónimas e eletrónicas — o que leva a que sejam consideradas as moedas do futuro. Saiba em que áreas (as criptomoedas e a tecnologia associada) terão grande impacto.

As criptomoedas estão a tornar-se uma parte importante das vidas diárias

A Bitcoin foi a primeira criptomoeda a ser criada e continua a mais proeminente. Graças à sua crescente popularidade está agora a ser utilizada todos os dias para transações comuns. Empresas bem conhecidas como a Etsy ou a Subway aceitam bitcoins para pagamento — e o cartão de débito BitPay Visa permite que troque as suas bitcoins por dinheiro convencional no espaço de minutos para utilizar o cartão em qualquer local que aceite Visa. Outra plataforma, a ChainTrade, está a utilizar a blockchain (a tecnologia por detrás da Bitcoin) para revolucionar a comercialização de bens alimentares e de matérias-primas. Este setor financeiro representa mais de 2 biliões de dólares por ano.

Não é surpresa, assim, que se verifiquem crescentes iniciativas tendo em vista a legitimação das criptomoedas como forma real de pagamento em países como o Japão e a Rússia. Várias retalhistas japonesas aceitam a bitcoin como moeda legal e a Rússia procura o reconhecimento das criptomoedas como instrumento financeiro legal, o que irá permitir que lide com problemas de branqueamento de capitais.

Grandes investidores começam também a considerar as criptomoedas como investimento. Ron Quaranta, presidente da Wall Street Blockchain Alliance, explicou: “A Bitcoin, a Ethereum e todas as criptomoedas representam um tipo diferente de classe de ativos, um tipo diferente de matéria-prima negociável.”

Os bancos vão começar a utilizar as criptomoedas em breve

Desde a sua criação que as criptomoedas têm sido um desafio para a banca tradicional. De acordo com um especialista da Bloomberg News “a Bitcoin, a maior e mais conhecida moeda digital, e as suas pares representam uma ameaça para o sistema estabelecido [na medida em que] o circundam efetivamente.” Por que razão é que as criptomoedas representam uma ameaça? Pela sua natureza anónima e respetiva capacidade para trabalhar fora do sistema, dependendo de tecnologia e não de autoridades centrais. Apesar do fosso entre a banca tradicional e a utilização de moedas digitais, há cada vez mais instituições financeiras a utilizar criptomoedas.

Alguns exemplos de instituições financeiras envolvidas nesta área: Barclays, Credit Suisse, Canadian Imperial Bank of Commerce, HSBC, MUFG, State Street, UBS e BNY Mellon.

As criptomoedas e a Internet das Coisas irão trabalhar em conjunto

A Internet das Coisas (IoT, Internet of Things) está a tornar-se rapidamente uma realidade. À medida que nos tornamos mais profundamente ligados a dispositivos como tablets e smartphones e à medida que os restantes dispositivos se tornam mais inteligentes — o frigorífico pode, por exemplo, verificar os níveis de leite — as criptomoedas e a blockchain passarão a fazer mais sentido.

Há, de facto, uma criptomoeda, a IOTA, que resulta de blockchain “sem blocos” e foi criada especificamente para a Internet das Coisas. Com zero custos de transação, escalabilidade indefinida e capacidade para ser utilizada em transações offline, esta criptomoeda irá mudar a forma como utilizamos todos os nossos dispositivos.

As criptomoedas podem ser utilizadas para o bem

Uma vez que a blockchain não recorre a fundos reais a mesma pode eliminar muitos dos problemas que surgem associados a entidades do terceiro sector, como a corrupção e o desvio de fundos. É por isso que a Start Network, agência de ajuda ao desenvolvimento baseada no Reino Unido, começou a testar a utilização de blockchains — ou que o World Food Programme está a utilizar a blockchain para distribuir assistência financeira de forma segura.

Uma iniciativa chamada Brooklyn Microgrid em Nova Iorque está a utilizar a tecnologia blockchain para tornar o mundo um local mais verde. Permite que indivíduos com painéis solares vendam “crédito ambiental” (através de uma aplicação para smartphone) a residentes que não tenham acesso direto. A tecnologia blockchain pode também ser benéfica para o ambiente a uma escala ainda maior. Na Sustainable Development Impact Summit do Fórum Económico Mundial a utilização da blockchain foi apresentada como capaz de permitir maior transparência ao nível das emissões de carbono e dos créditos de carbono — uma vez que as moedas digitais podem fornecer informação muito mais precisa do que o atual sistema monetário.

As criptomoedas têm um grande potencial

Para os líderes as oportunidades nesta área são imensas. As criptomoedas têm enorme potencial e com esse potencial vem poder. As criptomoedas já introduziram alterações significativas na nossa economia e no nosso mundo, mas trata-se apenas do início. Com as inovações nesta indústria a aumentar a um ritmo galopante, a indispensabilidade do envolvimento (de líderes e não só) irá tornar-se cada vez mais clara. Seja pela forma como os investimentos são realizados ou como os consumidores decidem pagar bens e serviços ou utilizar os seus dispositivos, as criptomoedas vieram para mudar o mundo.

Fonte: Forbes

Leia também:

Хотите узнать больше о гражданстве за инвестиции? Оставьте свой адрес, и мы пришлем вам подробный гайд

Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente