As três principais criptomoedas e a razão por trás do seu preço
Shutterstock
Página principal Finanças, Altcoins, Bitcoin, Criptomoedas
Tema do momento
6 Abril
597 597

As três maiores criptomoedas do mundo por capitalização de mercado são a Bitcoin, a Ethereum e a Ripple — um pódio que se mantém há muito. Saiba mais sobre as mesmas.

A capitalização total do mercado de criptomoedas excede atualmente 249,6 mil milhões de dólares — valor apurado às 12h30 de Lisboa junto da referência Coinmarketcap. Há adolescentes a tornarem-se multi-milionários graças à Bitcoin e a emoção generalizada é palpável.

No fundo, toda a gente quer saber como ganhar dinheiro com a Bitcoin e outras criptomoedas. No entanto, a maioria dos investidores principiantes nem sequer consegue responder a questões básicas como: «Quando e como surgiu a Bitcoin?» Este artigo responde a essas questões.

As três maiores criptomoedas do mundo por capitalização de mercado são a Bitcoin, a Ethereum e a Ripple — um pódio que se mantém há muito. Segue-se o respetivo valor de mercado, como cada uma surgiu e o que fazem atualmente — bem como as razões para o seu preço.

Bitcoin: 112,7 mil milhões de dólares de capitalização de mercado

Criada em 2009, a Bitcoin (Bitcoin) foi a primeira criptomoeda do mundo — e a primeira blockchain a entrar em vigor. Continua a maior criptomoeda do mundo hoje em dia considerando a sua capitalização de mercado, o seu valor total de mercado.

«A Bitcoin é [a criptomoeda] mais cara devido à sua popularidade e à "vantagem de pioneira",» afirmou Asad Saddique, gestor de fundos privados e empreendedor na área do comércio eletrónico — baseado em Londres. É tão simples quanto isto.

Ethereum: 36,5 mil milhões de dólares de capitalização de mercado

«A Ethereum é uma das principais plataformas para ICO [Ofertas Iniciais de Moeda] e Contratos Inteligentes,» avançou Saddique. «Reuniram-se 5,6 mil milhões de dólares em 2017 via ICO que na sua maioria tiveram lugar na plataforma da Ethereum.»

Os contratos inteligentes criptográficos foram introduzidos no mundo pela Ethereum (ETH/USD) em agosto de 2014 — surgem como aplicações programadas capazes de criar registos ou de realizar transações diretas, entre outros. No fundo ainda não é conhecido todo o potencial da sua utilização.

«Para participar numa ICO na plataforma da Ethereum terá de comprar criptomoedas Ethereum. Assim, a economia simples da oferta e da procura entra em jogo.» Afirmou Saddique.

Ripple: 18,4 mil milhões de dólares de capitalização de mercado

A Ripple (XRP/USD) começou a vincular-se ao protocolo da Bitcoin em 2013, ainda enquanto Opencoin. O seu software de código aberto pode ser facilmente utilizado, a criptomoeda é pro-regulamentação governamental e é possível enviar pagamentos com a mesma para endereços de Bitcoin.

«A Ripple foca-se em soluções corporativas — como liquidação entre bancos,» avançou Saddique. «É um mercado que vale ao redor de 150 biliões de dólares por ano e a Ripple estima acelerar as transações, que atualmente levam dias, para segundos — e espera reduzir os custos das transferências em 60%.»

A Ripple é especialista em transações financeiras de alta velocidade para bancos, sistemas de pagamentos e plataformas de ativos digitais. Os seus programadores têm experiência em criptografia, ciência de dados, desenvolvimento de software, segurança, análise e indústrias financeiras. Foi a criptomoeda com melhor desempenho em 2017.

Fonte: Forbes

Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar