Características das plataformas de criptomoedas descentralizadas, centralizadas e híbridas
Andre Francois/Unsplash
Página principal Finanças, Criptomoedas, Investimento em criptomoedas
Tema do momento
3 Agosto
987 987

Conheça as principais diferenças entre as plataformas de criptomoedas descentralizadas, centralizadas e híbridas

Plataformas descentralizadas

Embora a liquidez das plataformas descentralizadas de criptomoedas tenha aumentado, o olhar das autoridades regulatórias também se tornou mais aguçado. Contando com mais de mil milhões de dólares de transações diárias, as plataformas descentralizadas já não são estranhas: tornaram-se plataformas de câmbio de pleno direito.

Estas plataformas destacam-se pela segurança que proporcionam: com nós suficientemente distribuídos, encontram-se praticamente à prova de hackers. Considerando que os (outrora julgados improváveis) ataques 51% se têm verificado com regularidade inquietante, a segurança neste sector deverá surgir como preocupação número um.

Plataformas centralizadas

Algumas plataformas de câmbio acharam pertinente tornarem-se centralizadas, seguindo os ditames das autoridades. Porém, embora plataformas de câmbio centralizadas como a Coinbase tenham copiado algumas das características das plataformas de câmbio tradicionais, de ativos tradicionais e outros produtos, ficaram muito aquém dos principais atributos de segurança.

Relembramos que a Bithumb, a maior plataforma de câmbio de criptomoedas da Coreia do Sul, foi alvo de ataque de hackers este ano — o que diz muito dos protocolos de segurança destas plataformas. Colocando as coisas em perspetiva: foram furtados 31 milhões de dólares — e o maior ataque de sempre a um banco tradicional representou o extravio de 30 milhões de dólares.

Tal mostra a magnitude dos problemas que uma plataforma centralizada encara.

Plataformas híbridas

Problemáticas amplamente atribuídas à arquitetura das plataformas e à falta de supervisão têm levado ao desenvolvimento de outra categoria de plataformas de câmbio de criptomoedas, as plataformas híbridas. Estas plataformas oferecem a flexibilidade de uma plataforma centralizada e a segurança de uma plataforma descentralizada.

A Bronix, um exemplo de plataforma híbrida, oferece um conjunto completo de soluções: negociação na margem, negociação de futuros e negociação de opções. Os traders que pretendam aceder ao conjunto completo de serviços têm de passar pela verificação de identidade Know Your Customer. Aqueles que apenas desejem negociar pequenos valores estão isentos desse processo.

Tipos e características das plataformas de câmbio de criptomoedas

Conclusão

Parece claro que à medida que o interesse público pelas criptomoedas aumenta, a procura por produtos mais sofisticados e avançados também se expande. Hoje, por exemplo, a negociação de futuros e de opções de criptomoedas é relativamente incipiente, mas amanhã terá uma contribuição fundamental para a valorização da Bitcoin, da Ethereum e de outras altcoins.

Fonte: Hacker Noon

Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar
Fechar
Obrigado pelo seu registo
Faça um "gosto" a esta página para que possamos continuar a publicar artigos interessantes gratuitamente