Página principal Breves, Blockchain, Criptomoedas
Tema do momento
9 Maio
236 236

Há um crescente número de empreendedores a procurar colocar os seus produtos «na blockchain» — desde serviços de entrega de refeições a redes sociais — e há uma start-up a fazer algo nobre com a tecnologia, a ajudar Porto Rico a recuperar após quase oito meses de falta de energia na ilha depois da passagem do furacão Maria, que destruiu grande parte da rede elétrica.

A empresa australiana Power Ledger contratou um especialista para liderar os esforços de restauração da energia na ilha — e está a usar a blockchain para tal.

A tecnologia blockchain é geralmente definida como um livro-razão distribuído, aberto, capaz de registar transações entre duas partes de forma eficiente, verificável e permanente. A comunicação passa, assim, a ter lugar entre pares, em vez de através de uma entidade/autoridade central, e todas as transações são visíveis para qualquer indivíduo que tenha acesso ao sistema.

Blockchain: 5 grandes desenvolvimentos previstos para 2018

Qual o papel da tecnologia «blockchain» na ilha?

A Power Ledger pretende ajudar as empresas locais a comercializar energia a partir de micro-redes (como painéis solares) entre si recorrendo à blockchain. A aquisição de energia poderá ser conduzida com recurso a moeda «tradicional», criptomoedas ou como «troca» por mão de obra.

Porto Rico procura start-ups que trabalhem com esta tecnologia para impulsionar a sua economia após a destruição devastadora do furacão e recessão económica. Oferece incentivos fiscais para atrair as empresas — destacando-se que mais de 800 empresas e cerca de 1400 indivíduos se mudaram para a ilha depois de colocadas em prática as isenções fiscais.

Fonte: Fortune

Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar