Em que consiste a solução “Blockchain as a Service”?
Página principal Tutoriais, Blockchain
Tema do momento
28 Maio
2257 2k

A Blockchain as a Service, um desenvolvimento interessante no ecossistema da blockchain, está a apoiar a adoção da tecnologia entre empresas

A Blockchain as a Service (BaaS) é uma solução que permite tirar vantagem de recursos baseados na nuvem para criar, alojar e utilizar aplicações e/ou contratos inteligentes baseados na blockchain — enquanto o fornecedor do serviço baseado na nuvem gere todas as tarefas e atividades necessárias para manter a infraestrutura operacional.

Trata-se de um desenvolvimento interessante no ecossistema da blockchain — que está a apoiar, indiretamente, a adoção da tecnologia entre empresas. Baseia-se no conceito de Software as a Service (SaaS) e funciona de forma semelhante.

Os indivíduos — e as empresas — estão cada vez mais dispostos a adaptar-se à tecnologia blockchain. No entanto, as complexidades técnicas e as despesas envolvidas na criação, configuração e operacionalização de uma blockchain — e na manutenção da sua infraestrutura — surgem geralmente como impedimentos à respetiva adoção em massa.

Como resposta, várias start-ups, juntamente com gigantes tecnológicas, encontram-se a oferecer uma solução viável para este problema — através da Blockchain as a Service. Saiba do que se trata e como funciona.

Blockchain: glossário de A a Z

Como funciona a BaaS?

A BaaS passa pela configuração, por parte de um fornecedor externo, de toda a necessária «infraestrutura e tecnologia blockchain» para um cliente mediante pagamento. O cliente paga ao fornecedor para que este configure e mantenha nós conectados na blockchain em seu nome. O fornecedor lida com o complexo back-end em nome do cliente e da sua empresa.

O operador é, assim, responsável pelo bom funcionamento de todos os componentes relacionados com a infraestrutura em geral, o que inclui funções ao redor da gestão da largura de banda, da alocação adequada de recursos, da gestão de requisitos de alojamento e do fornecimento de recursos de segurança — como para a prevenção de ataques de hackers.

Ao recorrer à BaaS o cliente ganha tempo para se focar nos seus objetivos — sem ter de se preocupar com questões relacionadas com a infraestrutura e desempenho da blockchain.

O funcionamento da BaaS pode ser encarado como semelhante ao trabalho de um fornecedor de alojamento online. Imagine que cria uma página online. Pode optar por alojar e executar a página no servidor da sua empresa, tomando conta de toda a manutenção e suporte associados, ou pode contratar pessoal especializado para essas tarefas.

Porém, também pode alojar a sua página sem complicações junto de fornecedor externo de alojamento online — como a Amazon Web Services ou a HostGator — capaz de tomar conta de todas as questões de manutenção e infraestrutura. A BaaS funciona de forma semelhante a esta opção, retirando-lhe tarefas dos ombros e permitindo que se foque no que quiser.

Segue-se uma demonstração gráfica do funcionamento da solução Blockchain as a Service fornecida pelo Hyperledger Cello, kit de ferramentas BaaS sob o projeto Hyperledger.

A BaaS poderá ser o catalisador necessário para uma mais ampla e profunda penetração da tecnologia blockchain em várias indústrias e empresas. Em vez de criar e executar a sua própria blockchain, uma empresa poderá simplesmente terceirizar esse complexo trabalho técnico para se concentrar na sua principal atividade.

São já várias as grandes empresas de tecnologia a oferecer a solução BaaS: a Microsoft (NASDAQ: MSFT) oferece um módulo BaaS na sua plataforma Azure; a IBM (NYSE: IBM) tem a sua própria BaaS, focada em blockchains de consórcios privados; e a Amazon (NASDAQ: AMZN) e a Oracle (NYSE: ORCL) têm os seus próprios serviços de alojamento de blockchains na nuvem.

Fonte: Investopedia

Leia também:
Por favor, descreva o erro
Fechar